» » » Correios lança edital de Concurso para nível médio e superior; salários de até R$ 4.903,05

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 05 de outubro, o edital de concurso público (Concurso Correios 2017) para o provimento de vagas e formação de cadastro reserva em diversos cargos. O certame terá a coordenação do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES). 


Os CORREIOS vão oferecer os seguintes benefícios: a) o Plano de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS; b) a possibilidade de desenvolvimento profissional; c) os benefícios: vale alimentação/refeição; vale transporte; auxílio creche ou auxílio babá; auxílio para filhos dependentes com deficiência, todos condicionados à previsão no Acordo Coletivo de Trabalho e aos critérios estabelecidos pelas normas internas dos CORREIOS e legislação pertinente; e d) possibilidade de adesão ao Plano de Previdência Complementar – POSTALPREV, por intermédio do Instituto de Seguridade Social do CORREIOS – POSTALIS.


O candidato aprovado em todas as fases do concurso público será admitido sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT mediante Contrato de Experiência. Nesse período será avaliada, para efeito de conversão ao Contrato por Prazo Indeterminado, a adequação do candidato ao cargo e o desempenho obtido nas atividades vinculadas, inclusive nos treinamentos que o cargo exigir, conforme os critérios de avaliação de desempenho utilizados pelos CORREIOS.

As vagas são destinadas as cidades de Brasília (DF), Rio Branco (AC), Maceió (AL), Manaus (AM), Macapá (AP), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Goiânia (GO), São Luís (MA), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Belém (PA), João Pessoa (PB), Recife (PE), Teresina (PI), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Natal (RN), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), Porto Alegre (RS), São José (SC), Aracaju (SE), Bauru (SP), São Paulo (SP) e Palmas (TO).

As inscrições no concurso dos Correios 2017 serão realizadas entre 08 horas do dia 09 de outubro de 2017 e 22 horas do do dia 20 de outubro de 2017, no site oficial da organizadora do concurso (http://www.iades.com.br). A taxa de inscrição oscila entre R$50,00 e R$70,00. O pagamento da taxa deverá ser efetuado até o dia 26 de outubro de 2017.

Auxiliar de Enfermagem do Trabalho Júnior

Requisito: diploma de Ensino Médio e certificado de conclusão de curso de Auxiliar de Enfermagem em conformidade com as normas do órgão competente, e anotação na carteira de identidade profissional da qualificação de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, expedida pelo órgão de classe.

Atribuições: auxiliar na elaboração e implementação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da Empresa (PCMSO), conforme legislação vigente; entre outras.

Salário: R$ 1.876,43 por jornada de 40 horas semanais.

Atribuições: executar as atividades ligadas à segurança e higiene do trabalho, utilizando métodos e técnicas científicas, observando dispositivos legais e institucionais que objetivem a eliminação, controle ou redução permanente dos riscos de acidentes do trabalho e a melhoria das condições do ambiente, entre outras.

Técnico de Segurança do Trabalho Júnior

Requisito: diplomas de Ensino Médio e de Curso de Técnico em Segurança do Trabalho, expedidos por instituição de ensino reconhecida pelo órgão competente e anotação na carteira de identidade profissional da qualificação de Técnico de Enfermagem do Trabalho, expedida pelo órgão de classe.

Atribuições: auxiliar na elaboração e implementação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da Empresa (PCMSO), conforme legislação vigente; entre outras.

Salário: R$ 2.534,14 por jornada de 40 horas semanais.

Enfermeiro do Trabalho Júnior

Requisito: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Enfermagem, com especialização em Enfermagem do Trabalho, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo órgão competente e registro no órgão de classe.

Atribuições: executar e orientar a realização de procedimentos de saúde (exames, curativos, imobilizações, esterilizações, vacinações, coleta de material para exames laboratoriais, etc.)

Salário: R$ 4.689,13 por jornada de 40 horas semanais.

Engenheiro de Segurança do Trabalho Júnior

Requisito: diploma ou certificado de conclusão de Bacharel no curso de graduação de ensino superior em Engenharia ou Arquitetura, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação. Certificado de conclusão de curso de especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho, em nível de pós-graduação, reconhecido pelo Ministério do Trabalho. Registro profissional e comprovante de regularidade no respectivo Conselho de classe. Registro profissional como Engenheiro de Segurança do Trabalho expedido pelo Ministério do Trabalho.

Atribuições: orientar e executar tecnicamente os serviços de Engenharia de Segurança do Trabalho; (2) estudar as condições de segurança dos locais de trabalho e das instalações e equipamentos, com vistas especialmente aos problemas de controle de risco, controle de poluição, higiene do trabalho, ergonomia, proteção contra incêndio e saneamento, supervisionando e vistoriando as referidas condições, com proposição de ações preventivas e corretivas;

Salário: R$ 4.903,05 por jornada de 40 horas semanais.

Médico do Trabalho Júnior

Requisito: diploma ou certificado de conclusão de Bacharel no curso de graduação de ensino superior em Medicina, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação. Certificado de conclusão de curso de especialização em Medicina do Trabalho, em nível de pós-graduação, ou certificado de residência médica em área de concentração em saúde do trabalhador ou denominação equivalente, reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica, do Ministério da Educação, ambos ministrados por instituição que mantenha curso de graduação em Medicina. Registro profissional e comprovante de regularidade no Conselho de Classe.

Atribuições: (1) elaborar, conforme legislação vigente, o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da Empresa (PCMSO), estabelecendo as diretrizes e as responsabilidades; (2) coordenar a realização dos exames de natureza médica, previstos no PCMSO, tais como admissional, periódico, retorno ao trabalho, mudança de função e demissional, bem como encarregar os mesmos a profissional médico familiarizado com os princípios da patologia ocupacional e suas causas, cumprindo os requisitos legais; 

Salário: R$ 4.903,05 por jornada de 20 horas semanais.




Amarelinho10

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI