» » » São Vicente do Seridó - Recebe alta hospital Paciente com suspeita de H1N1

São Vicente do Seridó - PB: Um homem  de 37 anos, natural e residente na cidade de São Vicente do Seridó, no Seridó paraibano, que estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Campina Grande - PB com suspeita de ter contraído a gripe H1N1, recebeu alta nesta terça feira 12 e não foi diagnosticado com a doença.

De acordo com informações, a vítima foi encaminhado para Campina Grande desde o último sábado 09, quando foi examinado pelo médico que pelos sintomas apresentados, suspeitou que ele estivesse contraído a gripe.

De acordo com profissionais da UPA, o diagnostico do paciente acusou pneumonia e Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica , conhecida pela sigla DPOC. Ele recebeu alta e vai fazer o tratamento em casa, sendo acompanhado por profissionais da saúde do município.

Mesmo sendo apenas uma suspeita de gripe H1N1, o assunto tomou conta da cidade e os participantes do grupo de WhatsApp São Vicente Agora, se mostravam preocupados com a suspeita. Após a confirmação oficial de que a vítima não estava contaminada com a gripe H1N1, os integrantes agradeceram a Deus pela não confirmação.

Vacinação

A campanha de imunização contra o vírus da gripe em São Vicente do Seridó começou na última segunda feira 11, com a vacinação de gestantes e trabalhadores da saúde municipal. Ambos são os primeiros grupos prioritários da campanha.

No dia 30 de abril, no Dia D da campanha, serão imunizados todos os demais grupos de risco: crianças de 6 meses até menores de 5 anos, pessoas com 60 anos ou mais, puérperas (até 45 dias após o parto). A vacinação para estes grupos segue até o dia 20 de maio.

As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Para esse grupo não há meta específica de vacinação, porém, esse grupo deverá apresentar uma prescrição médica que justifique a vacinação. As doses vão estar disponíveis em todos os PSFs do município.

No município, a meta é imunizar 2.381 pessoas, o que corresponde a 100% da população considerada grupo de risco.

Os lotes da vacina usadas na imunização já são de 2016 e foram enviados pelo Ministério da Saúde. A vacina é trivalente, ou seja, previne contra três tipos do vírus: H1N1, H3N2 e B.



São vicente agora 

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI