» » » Maior nota do Enem 2015 foi em matemática; confira as máximas e mínimas

Além dos resultados individuais, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou nesta sexta-feira (8) as notas máximas e mínimas dos candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2015.
Nesta edição, o desempenho em matemática foi o destaque. A nota máxima chegou a 1.008,3, a maior já registrada na história do exame — na edição anterior, o máximo ficou em 973,6.
"A tendência de aumento no desempenho em matemática comprova a melhor qualificação dos participantes nesta área", afirma, em nota, o Inep. O desempenho mínimo foi de 280,2.
A prova de ciências da natureza registrou a nota máxima de 875,2 e a mínima de 334,3. Em ciências humanas, o desempenho máximo chegou a 850,6; o mínimo, a 314,3. A prova de linguagens e códigos teve como nota mais alta 825,8; a mais baixa, 302,6.

Entenda a nota do Enem

A metodologia utilizada para correção do Enem é a TRI (Teoria de Resposta ao Item), modelo estatístico que permite que diferentes edições da prova sejam comparáveis. Na TRI, leva-se em conta para o cálculo da nota não apenas o número de acertos do candidato, mas o nível de dificuldade de cada item. Na TRI, leva-se em conta a coerência das respostas do participante diante do conjunto das questões que formam a prova. Por isso, o número de acertos não tem correspondência direta com a pontuação final.
Não é possível comparar o número de acertos nas provas de diferentes áreas do conhecimento. Se um aluno acerta a mesma quantidade de itens nas provas de matemática e ciências humanas, por exemplo, não significa que a pontuação obtida será igual. Isso porque o nível de dificuldade de cada prova e dos diferentes itens que a compõe afetam esse cálculo final.

uol

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI