» » » » Assassino de pastor evangélico e um primo é preso no Sertão

PATOS - Policiais civis da 15ª Delegacia Seccional, prenderam nessa terça-feira (18), Antônio Fernandes Leandro, 65 anos, suspeito de praticar dois homicídios na região.

O primeiro crime seria o assassinato de um pastor evangélico da Igreja Assembléia de Deus da cidade de Malta, ocorrido em 2013.


O outro seria o do primo que o ajudou no crime, morto em novembro de 2014, cuja ossada foi encontrada num sítio de sua propriedade.

O pastor, João Miguel do Nascimento, 46 anos, foi assassinado com golpes de faca dentro da própria residência enquanto dormia.

A faca foi deixada no local por um homem que, segundo a mulher da vítima, saiu do quarto do pastor usando um capuz e fugiu com outro homem que estava esperando por ele em uma motocicleta.

A pessoa que ajudou na fuga, de acordo com as investigações, seria Josevaldo Leandro, primo de Antônio.

Os dois teriam tramando a morte do pastor por vingança, porque acreditavam que a mulher de Josevaldo estava sendo molestada pela vítima.

Já em novembro de 2014, Josevaldo teria descoberto uma traição da esposa e pediu para o primo matar a mulher.

Antônio teria se negado, só que Josevaldo não aceitava e passou a ameaçar o primo, dizendo que ia revelar para a polícia a participação dele no homicídio do pastor.

Para evitar ser descoberto, Antônio planejou a morte do primo. Ligou e pediu para ele ir até o sítio Santo André, na cidade Malta, onde mora, e, quando Josevaldo chegou ao local, os dois armados com facas discutiram e durante a briga Josevaldo foi ferido com um golpe de faca no coração e morreu.

Antônio enterrou o corpo do primo ao lado da própria casa, no sítio.

Durante dois anos, os parentes de Josevaldo tentaram entender o motivo do desaparecimento dele e a resposta veio nesta quarta feira (19), quando o crime voltou a ser investigado.

Depois de analisar o inquérito policial, o delegado seccional, Sílvio Rabello, observou o depoimento de uma testemunha e uma ligação feita para 197, Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social – SEDS, que apontavam Antônio como o principal suspeito do homicídio do pastor.

A partir desta informação, os policiais da Delegacia de Homicídios de Patos, descobriram que o suspeito vivia na zona rural de Malta.

As diligências duraram 3 dias, até descobrir a casa e prender Antônio. Durante o depoimento, o suspeito confessou os crimes e disse onde o corpo do primo estava enterrado.

“Solicitamos a presença dos peritos do Instituto de Policia Cientifica – IPC e fomos até o local. Depois de uma hora de escavação encontramos a suposta ossada de Josevaldo, as roupas que ele estava usando no dia que desapareceu e o RG dele, o que confirma a materialização do crime de homicídio contra Josevaldo”, disse o delegado responsável pelas investigações.

Com a confissão de Antônio de que assassinou o pastor e o encontro da suposta ossada do primo, a polícia concluiu os dois casos.

A ossada foi encaminhada para ser analisada no IPC de João Pessoa enquanto Antônio foi autuado por homicídio e, em seguida, conduzido para o presídio de Patos, onde vai ficar aguardando a sentença da Justiça.         

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI