» » » » Criança de São Vicente do Seridó precisa de doação de medula óssea com urgência

A criança Ítalo Gregório da Silva Lima, de 6 anos, filho de Ivan Lima e Josinete, que são moradores da zona rural de São Vicente do Seridó, cidade localizada na região do Seridó paraibano, está internada no Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) em Campina Grande - PB com uma doença rara.

Ìtalo está acometido com anemia aplástica, que é um tipo de doença auto imune e idiopática, sem causa definida onde a medula óssea deixa de produzir a quantidade adequada de sangue. A anemia aplástica produz sintomas como palidez, marcas roxas na pele sem motivo aparente e longas hemorragias mesmo em pequenos cortes, sendo subdividida em anemia moderada ou severa (grave).

A população de São Vicente do Seridó, tem se mobilizado para ajudar a criança fazendo diversas campanhas. Ele precisa de doação de sangue tipo A positivo, para tomar diariamente e de um doador de medula óssea compatível com urgência, para se fazer o transplante.

O estado de saúde de Ítalo está se agravando a cada dia e o corpo já começa a dá sinais de rejeição ao sangue recebido. Na manhã desta quarta feira (28) os médicos decidiram interná-lo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por conta dos constantes sangramentos. 

O (HUAC) está preparando a transferência da criança para o Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC/UFPR) em Curitiba-PR que é referência internacional no tratamento da doença.

As pessoas que puderem fazer doação de sangue tipo A positivo ou ser um doador de medula óssea, devem se dirigir ao hemocentro de Campina Grande - PB e fazer a doação em nome de Ítalo Gregório da Silva Lima. Para maiores informações, você pode entrar em contato com o Hemocentro de Campina Grande através do telefone (83) 3310-7130.

Como ser um doador de medula óssea?

O voluntário à doação irá assinar um termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE), e preencher uma ficha com informações pessoais. Será retirada uma pequena quantidade de sangue (10ml) do candidato a doador. É necessário apresentar o documento de identidade.

O seu sangue será analisado por exame de histocompatibilidade (HLA), um teste de laboratório para identificar suas características genéticas que vão ser cruzadas com os dados de pacientes que necessitam de transplantes para determinar a compatibilidade.

Os dados pessoais do doador e o tipo de HLA serão incluídos no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME).

Quando houver um paciente com possível compatibilidade, o doador será consultado para decidir quanto à doação. Por este motivo, é necessário manter os dados sempre atualizados.

O que é medula óssea?

É um tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecido popularmente por “tutano”. A medula óssea desempenha um papel fundamental no desenvolvimento das células sanguíneas, pois é lá que são produzidos os leucócitos (glóbulos brancos), as hemácias (glóbulos vermelhos), e as plaquetas.

Os leucócitos são os agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo, nos defendem das infecções. Pelas hemácias, o oxigênio é transportado dos pulmões para as células de todo nosso organismo e o gás carbônico é levado destas para os pulmões, a fim de ser expirado. As plaquetas compõem o sistema de coagulação do sangue.


São Vicente Agora
Foto reprodução redes sociais

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI