» » » Procon divulga lista de empresas com mais reclamações na Paraíba


Paraíba. O Banco do Brasil, por sua vez, foi o que teve mais reclamações fundamentadas não atendidas. Os dados são do Cadastro Estadual de Reclamações Fundamentadas 2016, divulgado nesta quarta-feira (15), Dia Internacional do Consumidor, pela Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB).

O ano de 2016 somou 2.195 reclamações fundamentadas, que são os casos não resolvidos em atendimento preliminar, que passaram por audiências de conciliação. Dessa demanda, 1.718 foram solucionadas nas audiências.

Bom Dia Paraíba tira dúvidas sobre direitos do consumidorA Energisa ocupa o 1º lugar no ranking, com 149 audiências, sendo 143 solucionadas com acordo entre as partes, e seis não atendidas. A lista segue com a empresa de serviços de telefonia Oi no 2º lugar, com 88 casos, sendo 72 já acordados. Em 3º lugar, está a Companhia de Água e Esgoto do Estado da Paraíba (Cagepa), com demanda de 52 reclamações fundamentadas, com 40 solucionadas em acordo. O ranking ainda tem a Caixa Econômica Federal (49) e Tim (47).

O Banco do Brasil aparece na 8ª colocação do ranking, com 45 reclamações fundamentadas. Porém, é a empresa que teve o maior número de demandas não solucionadas, 21, ao todo. Outras 24 foram resolvidas em acordo.

A superintendente do Procon-PB, Késsia Liliana, reforça que é necessário os consumidores conhecerem mais sobre essas empresas que passam pelo Procon. “Muitas vezes, a empresa acaba sendo muito demandada, mas é importante destacar que muitas delas se comprometem e solucionam com rapidez os casos indesejados com seus consumidores”, reforça Késsia.

A assessoria da Energisa ressaltou que a empresa tem clientes no estado inteiro e que um número de 149 reclamações para uma empresa que tem 1,5 milhão de clientes não é muito significativo. Além disso, chamou atenção para os próprios números do Procon, que mostram que 95% das demandas foram resolvidas. A Energisa também informou que se baseia nas pesquisas de satisfação dos clientes feitas anualmente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Por meio de nota, a Oi esclareceu que vem mostrando melhorias nos resultados operacionais de forma consistente. "Na comparação entre o quarto trimestre de 2016 e igual período de 2015, a companhia reduziu em 57% o número de novos processos nos JECs. No call center da Anatel, a queda no volume de reclamações foi de 18%. Nos Procons, as reclamações também caíram 18% na comparação entre estes trimestres", diz o documento.

A empresa ainda ressaltou alguns avanços em indicadores de qualidade em 2017. "Em janeiro deste ano, a companhia reduziu em 56% as entradas de processos nos Juizados Especiais Cíveis (JECs) frente ao mesmo mês do ano passado. As reclamações contra a companhia no call center da Anatel caíram mais de 20% na mesma comparação. Já as reclamações nos Procons recuaram 15% em janeiro deste ano, ante janeiro do ano passado. A estratégia da Oi é oferecer a melhor experiência aos clientes com qualidade", afirmou a companhia.A Oi disse que investiu cerca de R$ 3,4 bilhões de janeiro a setembro de 2016 na expansão e na melhoria da qualidade de sua rede móvel, de telefonia fixa e banda larga. Na Paraíba, o investimento foi de R$ 11 milhões no mesmo período. Além dos investimentos em rede, a companhia informou que tem investido no aprimoramento do atendimento, priorizando a resolução dos problemas à primeira chamada e a revisão de processos, e na transformação digital do negócio com foco na melhoria da experiência.

A Cagepa informou que o maior número de reclamações relacionadas à companhia são de consumo e negociação de débito e ressaltou que possui uma subgerência própria para lidar com esses casos, com linha direta com o Procon para estreitar e agilizar o trâmite dos processos. Disse ainda que, na maior parte das reclamações, Cagepa e cliente entram em acordo.

"Importante frisar que, em muitos casos, o cliente procura o Procon antes mesmo de tentar resolver o problema no atendimento da Cagepa. A companhia se mantém aberta ao diálogo e negociação com o cliente, por meio de seu atendimento - presencialmente, nas lojas, ou pelo 115 - e também através de sua ouvidoria", diz a nota.

A Tim disse, por meio de nota, que tem o compromisso de oferecer a melhor experiência de uso dos serviços de telefonia móvel aos seus clientes. Por isso, informou que vai analisar o balanço das reclamações registradas no Procon-PB em 2016 para identificar pontos de evolução, aprimoramento de seus processos de atendimento e de melhorias na prestação de serviços.












Fonte: Ressumo PB

Postador Renilson Gomes

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI