» » » Ex-marido matou porque não aceitou fim de relacionamento, diz delegado

O homem de 65 anos suspeito de matar a ex-companheira na frente dos filhos, na cidade de Várzea, no Sertão paraibano, assumiu a autoria do crime e disse que matou a mulher por não aceitar o fim do relacionamento. A informação foi divulgada pelo delegado de Polícia Civil, Ronis Fernandes, que ouviu o homem na delegacia. A mulher foi morta após sofrer 16 facadas. Eles estavam separados há cerca de 20 dias.

O idoso chegou à casa da vítima por volta do meio-dia. Pouco tempo depois, os dois discutiram e ele esfaqueou a ex-mulher. Ela morreu no local do crime.
O suspeito foi preso ainda neste domingo (19), na zona rural da cidade de Várzea, com a ajuda de moradores. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima foi assassinada na frente dos filhos.

Os moradores do sítio onde aconteceu o crime se mobilizaram e encontraram a vítima cerca de duas horas depois da ocorrência. A Polícia Militar foi acionada e prendeu o suspeito antes que os moradores do sítio o linchassem.
O homem foi encaminhado para a delegacia para prestar depoimento e, em seguida, levado para a Cadeia Pública de Santa Luzia. A Polícia Civil está investigando o caso. O corpo da mulher foi encaminhado para o Núcleo de Odontologia e Medicina Legal (Numol) de Patos, também no Sertão paraibano.








Fonte: G1PB

Postador Renilson Gomes

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI