» » » Estado lança campanha do Outubro Rosa para alertar sobre o câncer de mama

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, inicia nesta segunda-feira (3), a Campanha “Outubro Rosa”. A ação acontece em toda Paraíba com o objetivo de incentivar mulheres de todas as idades a realizarem exames clínicos para a prevenção do câncer de mama, o que mais atinge às mulheres. A abertura está sendo realizada desde às 8h, no Centro do Diagnóstico do Câncer (CEDC), com um café da manhã, acolhimento, distribuição de material informativo, palestra com especialista, além de testemunho de mulheres que venceram o câncer de mama. A campanha acontece até dia 31.

Durante todo o mês de outubro, o CEDC vai oferecer atendimento às mulheres com suspeita ou diagnóstico de câncer de mama. Serão realizadas mamografias, coletas de citopatológico do colo do útero e consultas com mastologista. O Centro tem estrutura para receber toda a demanda do estado, com profissionais qualificados para os procedimentos de diagnósticos. Aliado a isso, têm laboratórios de citologia e patologia que auxiliam na confirmação do diagnóstico.
“O mês de outubro é dedicado à saúde mamária e é importante fazer um chamamento para que as mulheres possam vir as Unidades de Saúde da Família mais próximas das suas residências, para fazer o exame clínico, e numa alteração que houver, elas serão encaminhadas para o CEDC. O mais importante no Outubro Rosa é a união de forças da sociedade para despertar sobre a necessidade do exame clínico e, se for o caso, ir ao mastologista que pedirá ultrassonografia, mamografia, punção aspirativa ou biópsia mamária, a depender da situação”, explicou a diretora geral do CEDC, Roseane Machado.
O CEDC está localizado na Avenida Duarte da Silveira, nº 590, centro, em João Pessoa.
Hemocentro
O Hemocentro da Paraíba inicia nesta segunda-feira (3), às 9h, a Campanha de Doação Feminina alusiva ao Outubro Rosa, com o objetivo de aumentar o percentual de mulheres doadoras, e esclarecer sobre os mitos da doação entre as mulheres. O evento acontecerá até o dia 31 de outubro.
Na abertura da campanha, as mulheres presentes contarão com atividades de ginástica laboral, dinâmicas de grupos, além de sorteio de brindes e participação da palhaça Bom Te Ver.
O Hemocentro recebe em média 200 doadores e desse total somente 23% são do sexo feminino, cujo percentual está abaixo da meta proposta pelo Ministério da Saúde a todos os Hemocentros, que é de 30%.
“O Outubro Rosa é uma importante campanha mundial, que dá visibilidade à luta contra o câncer de mama, chamando atenção para a seriedade dos cuidados preventivos, por isso o Hemocentro se mobiliza para aderir a essa campanha, lembrando também da importância da saúde das mulheres para a doação de sangue”. Destacou Sandra Sobreira, diretora Geral do Hemocentro.
Coleta externa – Durante o mês de outubro, o Hemocentro da Paraíba promoverá várias coletas externas nas quais as mulheres poderão comparecer para fazer suas doações e ajudar a salvar vidas. No entanto, as doações externas estarão abertas para receber homens e mulheres.
“A mulher, assim como o homem, pode doar, apenas a gestação e o primeiro ano da amamentação impedem a doação em mulheres. O intervalo para cada doação é de dois meses para o homem e três meses para a mulher”, explicou a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro, Divane Cabral, adiantando que as ações serão intensificadas para este público, sensibilizando e incentivando as mulheres para serem doadoras.
Dados
De acordo com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), no ano de 2015 foram registrados 244 óbitos por câncer de mama na Paraíba, sendo sua maioria – 129 óbitos – na faixa etária de 50 a 69 anos. Em 2016, até o momento, são 160 óbitos.
Câncer de Mama
Os principais fatores de risco para desenvolver o câncer de mama são o envelhecimento, a vida reprodutiva da mulher, história familiar de câncer de mama, sedentarismo, idade, entre outros aspectos.
O objetivo da detecção precoce é reduzir a mortalidade por câncer de mama, por meio do exame clínico anual, a partir dos 40 anos e da mamografia, no máximo, a cada dois anos, para mulheres de 50 a 69 anos.
Paraíba Informa / Portal Correio

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI