» » » Águas do Açude de Boqueirão segue baixando e hoje tem menos de 7% de sua capacidade

A situação do açude Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão, no Cariri paraibano, segue cada dia mais preocupante.

Responsável pelo abastecimento de Campina Grande e de outras 18 cidades da região, o açude de Boqueirão vive o pior momento de sua história. Atualmente, o reservatório está com apenas 28,852 milhões de metros cúbicos, o que representa pouco menos de 7% de sua capacidade total, que é de 411.686 milhões de metros cúbicos.

Por conta da atual situação, as cidades abastecidas pelo açude estão enfrentando racionamento de água.

No novo modelo de racionamento, Campina Grande foi dividida em duas zonas. A Zona 1 receberá água das 5h da segunda-feira ao fim da noite da quarta-feira. Já na Zona 2, a distribuição acontece das 5h da quinta-feira às 13h do sábado. Além dos bairros, algumas cidades da região obedecem ao mesmo molde. Pocinhos vai cumprir o racionamento da Zona 1 e Queimadas, Barra de Santana e Caturité seguirão a Zona 2.

As cidades do Sistema de Abastecimento do Cariri vão ter água por cinco dias a cada quinzena do início das segundas-feiras às 17h sextas-feiras. Boqueirão, Boa Vista e Soledade ficaram no Eixo 1 e Juazeirinho, Seridó, São Vicente do Seridó, Cubati, Pedra Lavrada,  Olivedos e Cabaceiras no Eixo 2.

No Sistema de Abastecimento do Brejo, Lagoa Seca vai receber água por 48 horas, das 13h da quinta-feira às 13h do sábado, a cada quinze dias. O sistema iniciou no 21 de julho. Alagoa Nova, Matinhas e São Sebastião de Lagoa de Roça iniciaram o mesmo modelo semana passada na última semana do mês de julho.


Mais PB
Foto reprodução Mais PB

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI