» » » Maranhão vai “lavar as mãos” e respeitar a decisão do diretório municipal.

A reunião da cúpula estadual do PMDB, na noite desta segunda-feira (25), aparentemente, não deu em nada.

Mas uma frase do senador José Maranhão deixou algumas sinalizações. O cacique do partido disse que a decisão do diretório municipal, lê-se do deputado federal Manoel Jr. (o presidente), será respeitada. Como o ex-pré-candidato a prefeito de JP peemedebista já escolheu Cartaxo, candidato à reeleição, é para o lado dele que o PMDB aponta.
Maranhão também acrescentou que a instância estadual da legenda tem costume de respeitar a decisão dos membros da municipal. Mais um vez, lembrou que não irá impor uma “intervenção” da Executiva Estadual.
Em outras palavras, não irá empurrar “goela abaixo” o desejo dos que querem uma aliança com Cida Ramos (PSB) e com seu padrinho, o governador Ricardo Coutinho. Quem quer essa aliança? Quase todos os nomes da Estadual: Lira, Paulino, Vené, Nabor.
Com esse exímio comportamento de respeito às instâncias partidárias, o senador diz ao PSB que não pode fazer nada. Que lavará as mãos e que, infelizmente, não é ele que está rompendo com os socialistas. Apenas precisa respeitar, como republicano, de um partido que tem a democracia no nome, a decisão da sua legenda.
Assim, escondido atrás de uma decisão “do partido” evita aliança com o governador, aquele que chamou o governo do PMDB de “ilegítimo” e que disse que estava sendo boicotado pelo presidente peemedebista, Michel Temer, na liberação do viaduto do Geisel. Será que essas posturas de RC não foram colocadas na mesa lá nos encontro em Brasília? Claro que sim.
Zé também evita ser o gerador do rompimento; e, de quebra, lembra ao governador que a decisão em João Pessoa não pode interferir em outros municípios, onde PMDB e  PSB podem caminhar juntos e ganhar juntos.
Basta saber se Coutinho vai engolir o jogo colocado dessa maneira.
Mas se ele resolver “desrespeitar”
Mas, como o próprio Maranhão já disse, tudo pode acontecer até a convenção, dia 30. Ontem, a situação estava melhor para RC. Agora está para Cartaxo.
Em resumo, se mantiver esse espírito democrático e respeitar o diretório municipal até dia 30, lava as mãos e deixa RC na mão.
Se resolver mostrar força e poder, dá um chega para lá em Manoel Jr, com ajuda de Lira, Nabor, Vené, Paulino, Olenka e segue com Ricardo mais um vez.
E por fim, o diretório municipal, pró-Cartaxo, pode “mudar” compulsoriamente de posição e, quem sabe, tornar-se pró-Ricardo.
Esperemos até a convenção!

Fonte: Portal Giro

Postador Renilson Gomes

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI