» » » Prefeitura de Campina Grande deve assumir a AACD após atrasos de recursos por parte do Estado

 
A assessoria de marketing da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) confirmou, na tarde desta terça-feira (3), atrasos no repasse de recursos de convênio com o Governo do Estado da Paraíba para a unidade da instituição que funciona na cidade de Campina Grande, no agreste paraibano.

De acordo com a AACD, o atraso dos recursos levou a instituição a buscar um novo modelo de parceria para continuar mantendo atendimento as pessoas que necessitam dos seus serviços na ‘Rainha da Borborema’.

O modelo  anterior de  direcionamento de recursos estabelece que a Prefeitura Municipal de Campina Grande e o Governo da Paraíba deveriam subvencionar a AACD em R$ 148 mil, sendo que casa uma das gestões arcaria com 50% do valor. A quantia que não foi repassada pelo gestão estadual não foi divulgada.

Leia mais notícias em www.seridopb.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Serido PB pelo WhatsApp (83) 9 88724023.

No entanto, não havendo a contrapartida do Governo do Estado, o prefeito Romero Rodrigues se reuniu com a direção nacional da AACD para buscar uma solução do problema.

Em contato com o Portal MaisPB, na noite de hoje, o secretário de Comunicação de Campina Grande, Marcos Alfredo,  informou que nessa reunião foi definido que a AACD continuará funcionando normalmente e que não haverá nenhum dano ao servidores da instituição. A PMCG também pretende assumir a estrutura da AACD a partir do dia 15 de maio.

Em nota à redação do Portal MaisPB,  a assessoria da AACD também confirmou a manutenção do funcionamento da instituição e das negociações com a PMCG. Confira:

Nota AACD

A AACD, Instituição privada, sem fins lucrativos e que tem a missão de promover a prevenção, habilitação e reabilitação de pessoas, crianças a adultos, com deficiência física, informa que a unidade de Campina Grande segue operando normalmente.

A instituição e a Prefeitura de Campina Grande negociam uma solução para garantir a manutenção dos tratamentos. As conversas seguem adiantadas e a expectativa é que a transição para um novo modelo, inédito no Brasil, deva ser consolidado em breve, sem interrupção nos atendimentos.


Mais PB
Foto reprodução Mais PB


Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI