» » » Boqueirão começa a receber recarga depois de chuvas fortes na região

Desde a semana passada os moradores de Campina Grande e de cidades do chamado Compartimento da Borborema estão recebendo uma chuva intensa e permanente. E todos lembram que, desde aquela chuva da véspera do Natal do ano passado, que alagou ruas, derrubou árvores e até o teto de um posto de combustíveis, provocando uma pequena recarga no Açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), as esperanças dos campinenses vem se renovando.


É certo que, em toda a Paraíba, ainda há a necessidade de chuvas fortes, para provocar recargas em açudes. Mas em alguns locais – como Cajazeiras e Sousa, por exemplo – as chuvas provocaram o sangramento de açudes, como o Açude Grande, de Cajazeiras; e um aumento considerável nos volumes de outros, como o Açude São Gonçalo, em Sousa. Enquanto isso, o velho Epitácio Pessoa não sai do lugar.

Dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba – Aesa mostram que o Açude Epitácio Pessoa teve recarga em dois dias da semana passada: muito pouco, diante da necessidade e da esperança dos campinenses

Mas, eis que as chuvas voltam e, desta vez, em dias seguidos e sem parar. Animador, não? E o melhor é que os resultados começam a aparecer também, mesmo que de forma tímida. As precipitações da semana passada prá cá geraram recarga, pequena, é verdade, no manancial. Vejamos os dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba – Aesa:

No início da semana, da segunda (11) para a terça-feira (12), o Açude Epitácio Pessoaganhou 75 mil metros cúbicos de água nova, passando de 42.176.000 metros cúbicos para 42.251.000. E, no final de semana, da quinta (14) para a sexta-feira (15), pegou mais 76 mil metros cúbicos, passando de 42.100.000 metros cúbicos, para 42.176.000. Nos outros dias da semana, perdeu o que ganhou. Resultado: terminamos a semana como começamos...

Os dados, embora mostrem essa recarga de água nova, não são, nem de longe, aquilo que queremos e esperamos. Mas é um começo, um indicador de que poderemos ganhar mais água. Até porque o céu da região teima em estar carregado de nuvens e asprevisões mostram cenário animador.

Basta que Deus continue nos abençoando, cuidando para que a situação seja contornada. Amém!


Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI