» » » Família paraibana tem renda de até R$ 45 mil com venda de 90 toneladas de melão

A mesma terra que sofre com a seca e vive rachada por conta da estiagem pode dar frutos e alavancar o desenvolvimento de propriedades rurais do Sertão da Paraíba. Essa é a realidade vivida por uma família de agricultores do município de Conceição, a 480 km de João Pessoa, que colhe 90 toneladas de melão em uma safra, com frutos que chegam a pesar até quatro quilos e são vendidos para João Pessoa, Recife (PE), Juazeiro (BA) e municípios do Ceará, além da região do Sertão paraibano. O trabalho gera renda de até R$ 45 mil por safra. Em um ano, a previsão é de três safras.

Os melões são produzidos em um sítio, na Zona Rural de Conceição, que tem cerca de quatro hectares de área plantada. O local é gerenciado pela família de Lucenyr Leite Pereira que, junto com o marido e três filhos, desenvolvem o cultivo há pouco mais de um ano.


Tudo começou com a perfuração de quatro poços artesianos e a construção de um reservatório para armazenamento de até 220 mil litros de água, além da canalização por mangueiras.

“Tínhamos essa terrinha que era coberta por mato e estava sem utilização. Resolvemos investir, construindo canalização de mangueiras, quatro poços e um reservatório grande para acumular água. Iniciamos o plantio do melão, mas não deu certo da primeira vez e até pensamos em desistir, mas veio um filho meu, que morava em Juazeiro (BA), que se uniu com dois irmãos e tomaram conta. Foi quando deu certo e começamos a colher os frutos”, contou a agricultora.

Com a gerência dos filhos, o plantio começou a dar certo a partir da troca de sementes dos melões, por uma variedade mais cara (AS1), porém mais rentável e mais doce, e modificações no sistema de irrigação, que passou a ser realizado por gotejamento e com uma técnica de cobertura do solo por lonas, para evitar que a terra secasse mais rápido e diminuir o contato do fruto com o solo. Além disso, a instalação de bombas, que captam a água dos poços e armazenam no reservatório tanque, também contribuiu para melhorias no sítio. 

“Toda a água é bombeada para o reservatório e, de lá, é liberada através da gravidade para o sistema de irrigação. É mais econômico e, como a planta requer mais água conforme o fruto vai nascendo, podemos controlar melhor o fluxo de água. Para ficar como está agora, a propriedade recebeu investimentos de cerca de R$ 40 mil”, contou Lucenyr.

Foi a partir desse investimento que os frutos deram certo logo na primeira safra, que foi plantada em meados de setembro e ainda é colhida pela família. No total, a previsão, ao final desta primeira safra, é de que 90 toneladas de melão sejam enviadas para João Pessoa, Recife, Juazeiro e cidades do Ceará, além dos municípios vizinhos de Conceição.

“A colheita nos surpreende e é muito boa. Ela deu antes do esperado, com menos de 70 dias após o plantio, porque o tempo está muito quente e favorece o amadurecimento mais rápido do melão. Já mandamos carregamentos para Recife, João Pessoa, Juazeiro-BA, para o Ceará e outros locais. Os melões são ótimos, muito doces, e estão pesando entre 1,5kg e 2kg na média, mas já chegamos a tirar melão de 4kg. Ainda estamos colhendo e temos a expectativa de conseguir três safras como essa em 2016. Não vamos ter um lucro bom nessa primeira safra, já que temos que pagar os investimentos e o preço do quilo do melão não está tão bom. Esperamos que ano que vem o preço saia dos R$ 0,50 e volte aos R$ 1,30 para que tenhamos um bom ganho”, relatou a agricultora.

“Para nós e para nossa região foi uma vitória. É uma região de seca, uma região de divisa de estados e de falta de apoio. Estamos conseguindo realizar nosso trabalho, desenvolvendo o cultivo, gerando empregos e renda, não só para a gente, mas para outros trabalhadores que ajudam com o plantio, com a colheita e com a distribuição do melão para o mercado”, concluiu Luzenyr Leite.




Halan Azevedo com informações do Vale do Piancó Notícias

Postador SERIDOPB

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI

TÓPICOS

15º ANIVERSÁRIO 30 DE NOVEMBRO A Igreja Genuína ACIDENTE AGRICULTURA AGUA ALAN ROBERTO ALERTA ALIMENTO AO VIVO BARAUNAS BARRIO BEER BATE PAPO COM O BLOGUEIRO BATISMO BOA NOTICIA BORBOREMA/AGRESTE BRASIL brechó solidário BREJO CARIRI CELEBRIDADES CHUVA COLUNA COLUNISTA ROGÉRIO SANTOS COM AGUA COMEMORAÇÃO CONGREGACIONAL COPA DO MUNDO 2018 CUBATI CUITE CULTURA CURIM CURIMATAU Curimataú CURIOSIDADE CURIOSO DA NET DEBATENDO A FÉ DENUNCIA DEPARTAMENTO DE HOMENS DESAQUE DESTAQUE DESTAQUE;CIÊNCIAS DESTAQUE;SÃO VICENTE DESTAUE dia do evangélico ECONOMIA EDUCAÇÃO ELEIÇÃO ELEIÇÕES 2012 ELEIÇÕES 2014 ELEIÇÕES 2016 EMPREGOS E OPORTUNIDADES ENEM ENQUETE ENTRETENIMENTO ESCOLA BÍBLICA ESPECIAL ESPORTE EVENTOS FESTIVIDADE LEVITAS. FOTOS Francisco José Radialista. FUTEBOL GERAL GREVE HISTÓRIA HUMOR IGREJA IGREJA SANTA IMPEACHMENT INFOMAÇÃO INFORMAÇÃO INTERNACIONAL INVESTIGAÇÕES IPTV JESUS LIBERTA JOÃO PESSOA JUAZEIRINHO JUNIOR JUSTIÇA LEI LITORAL LOTERIA MMN MORTE MUITO MAIS TRABALHO MUNDO MUSICA NATAL MAIS FELIZ NORDESTE NOSSO BLOG NOTICIA INTERNACIONAL NOVELAS NOVIDADE O NOSSO VERDADEIRO INIMIGO OLIMPÍADAS OLIVEDOS ONDANET OPINIÃO Oportunidades EMPREGOS E OTICA CENTRAL PARAÍBA POLEMICA POLICIA POLICIAL POLITICA POLÍTICA PREVIDENCIA PROTESTOS RECORDANDO REFLEXÃO POLÍTICA REGIÃO RELIGIÃO RETIRANDO RIO DE JANEIRO são joão SÃO VICENTE SAUDE SAÚDE SECA SEGURANÇA SERTÃO SOLEDADE TECNOLOGIA TRAGÉDIA TV AO VIVO TV E FAMA URGENTE UTILIDADE PUBLICA VIDEO