» » » Cagepa começa a testar captação flutuante de água em Boqueirão: captação submersa será desativada até dia 20

O presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Marcus Vinícius Neves, visitou, nesta sexta-feira (11), o sistema de captação flutuante instalado no Açude Epitácio Pessoa(Boqueirão), que começa a operar em fase de testes. São R$ 5 milhões investidos em equipamentos e na adaptação de toda a estrutura do sistema para operar no volume morto do manancial.


A partir do dia 20, quando o açude deve atingir a reserva técnica de 12,78%, aCagepa prevê desativar a captação submersa, já que não vai ser mais possível levar a água por gravidade. O sistema de flutuantes começou a ser montado no final do mês de setembro. Além de Campina Grande, o Boqueirão abastece mais 18 cidades, três distritos e um povoado.

São R$ 5 milhões investidos em equipamentos e na adaptação de toda a estrutura do sistema para operar no volume morto de Boqueirão

“O flutuante de Campina, que visa captar água de melhor qualidade para abastecer as cidades, vai permitir que a Cagepa siga com o abastecimento até fevereiro de 2017, estratégia traçada entre a companhia, a Agência Nacional de Águas (ANA) e a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). A obra já está concluída e os testes agora iniciam em operação plena do sistema para que os ajustes necessários sejam feitos até a desativação da captação submersa”, explicou o presidente.

Marcus Vinícius destacou ainda que, apesar do cenário da crise hídrica, o Governo do Estado está trabalhando para garantir o abastecimento enquanto as águas da Transposição do Rio São Francisco não chegam. Na visita, o presidente entregou cinco novas camionetes para que equipes volantes atuem fiscalizando vazamentos e desperdícios de água na cidade.

“Além de investimentos em equipamentos e em ajustes na operação, temos trabalhado na melhoria da infraestrutura da distribuição de Campina Grande. Entregamos hoje as camionetes para cinco equipes volantes trabalharem na redução de perdas visíveis. Afinal, em tempos de seca, cada gota é preciosa”, pontuou 



Secom-PB.




Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI