» » ANASPS MOSTRA QUE SERVIDORES DO INSS TIRARAM MAIS BENEFÍCIOS DA FOLHA DO QUE CONCEDERAM NO PERÍODO JAN-JUN DE 2015

 O Vice-Presidente Executivo da Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social- ANASPS. Paulo César Regis de Souza, disse hoje em Brasília que os servidores do INSS mais uma vez retiraram mais benefícios da folha, por motivos diversos, do que concederam novos benefícios, ao comparar com dados do DatANASPS as cessações (exclusões da folha) e as concessões de janeiro a junho de 2015.
Os números do DatANASPS são contundentes. De janeiro a julho de 2015 foram concedidos 2.884.876 benefícios no valor de R$ 2 bilhões 749 milhões e 89 mil reais e foram cessados (excluídos da folha)  2.901.128 benefícios no valor de R$ 3 bilhões 57 milhões 864 mil reais.
Mais uma vez falou mais alto a seriedade e a responsabilidade dos previdenciários, tão criticados e pouco reconhecidos, disse. Tão importante como conceder benefícios, sob a ótica de uma legislação complexa e que pune os servidores por eventuais erros e falhas – como se fossem fraudes – e excluir benefícios, pois apesar de mecanismos institucionais (sistemas corporativos) é preciso zelo profissional para que evitem fraudes.
Além disso, afirmou Paulo César, foram suspensos no mesmo período 123.331 benefícios
A cessação envolve benefícios previdenciários e assistenciais e encargos previdenciários da União. 



2015
Exclusões
Suspensões
Concessões
Mês
Quantidade
Valor
Quantidade
Quantidade
Valor
Janeiro
473.802
518.853
14.675
373.274
432.885
Fevereiro
464.040
503.463
22.658
366.274
419.067
Março
530.886
578.797
21.403
505.884
504.217
Abril
457.472
496.789
21.405
411.800
461.631
Maio
448.409
486.097
19.233
407.210
457.424
Junho
526.529
473.865
23.957
420.434
473.865
Total
2.901.138
3.057.864
123.331
2.584.876
2.749.089









O maior grupo de cessação é de benefícios previdenciários e acidentários. Incluindo aposentadorias, pensões, auxílios doença e salário maternidade. Os auxílios doença, por exemplo, representaram em junho 62,77% da quantidade e 42,79% da despesa, respondendo por mais de 60%. As aposentadorias representaram 10,09% da quantidade e 27,33 da despesa. O salário maternidade representou 11,19% da quantidade e 10.09% da despesa.


Paulo César revelou ainda que de janeiro a junho, antes da greve dos servidores, os servidores do INSS receberam 4,1 milhões de benefícios, sendo 2,1 milhões benefícios por incapacidade e 2,0 milhões demais benefícios. No período foram concedidos 2,5 milhões de benefícios, sendo 1,4 milhões de benefícios por incapacidade e 1,1 milhão de demais benefícios. Foram indeferidos 1.6 milhão de benefícios sendo,1,0 milhão de benefícios por incapacidade e 600 mil demais benefícios
 Brasília, 05.11.2015

Mais Informações: ligar para Byanca Guariz  61-3321-56 51





Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI