» » » Capa de ‘Playboy’ diz que continuará trabalhando como gari

A ficha ainda não caiu para Rita Mattos, que viu sua vida virar de cabeça para baixo nos últimos dois meses. Graças a uma foto postada em uma rede social, ela ganhou fama e ficou conhecida como a Gari Gata. Rita trabalha diariamente limpando as ruas do Rio de Janeiro, com uma vassoura na mão, e diz que não vai largar o emprego mesmo depois de receber o cachê para ser a estrela da capa de setembro da revista Playboy.


Em entrevista exclusiva ao R7, ela contou sobre sua rotina, planos para o futuro e explicou por que continuará limpando a cidade maravilhosa mesmo depois da fama.

A rotina de uma capa da Playboy pode ser muito puxada. No caso de Rita, o dinheiro pago pela revista não serviu para fazê-la abandonar a profissão de gari.

— Minha rotina é bem corrida. Eu acordo todos os dias às 4h da manhã porque preciso estar no trabalho às 7h. Preciso pegar o ônibus às 5h20 e encarar o trânsito da Avenida Brasil, que é pesado nesse horário. Saio do trabalho às 15h30 e geralmente tenho algum compromisso, depois ainda vou para academia. É uma correria.

A jovem de 24 anos não revela o cachê pago pela Playboy — diz que é proibida por contrato — mas conta que vai guardar cada centavo. O destino para a grana está bem claro em sua cabeça.

— É o início do sonho da minha casa própria. Ainda não dá pra comprar, mas é o início desse sonho de sair do aluguel e morar em um lugar só meu.

Sem mexer no dinheiro, não resta outra opção senão manter o emprego de gari. Com salário bruto de cerca de R$ 2.000, Rita diz que “não é hora de largar o certo pelo duvidoso”:

— Quando fiz o concurso para gari eu procurava estabilidade e conquistei isso. As contas continuam chegando e eu preciso pagar.

No meio da correria do dia a dia, Rita tenta responder todas as mensagens que recebe em suas redes sociais. Nos últimos dois meses, sua conta no Instagram passou de 200 pessoas para quase 97 mil seguidores.

— É assustador. Quando surgiu tudo isso eu até estranhei. Demorei dois dias para entender o que estava acontecendo. Hoje faço de tudo para responder, mas são muitas mensagens. Às vezes as pessoas querem bater papo mesmo. Eu fico muito feliz e tento sempre atender todo mundo.

R7

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI