» » » Prefeito pede a prisão do presidente da Câmara de Juazeirinho

JUAZEIRINHO - A briga entre os poderes, executivo e legislativo, que se arrasta desde o início do ano, teve mais um capitulo, haja vista que o prefeito, Jonilton Fernandes (PSB), através de seus advogados, pediu a prisão do presidente da Câmara de Vereadores, Admilson de Pituta (PSD).

Recentemente, o prefeito ameaçou despejar os vereadores do prédio do legislativo, alegando que o local pertence ao município.


Jonilton se irritou com Admilson porque quer pressa na marcação de uma sessão extraordinária para votar um Projeto de Lei (PL) que cria 131 cargos comissionados e que já foi apelidado pela população como "trem da alegria", devido ao cunho eleitoreiro, haja vista que o prefeito pretende colocar na estrutura do município, potenciais cabos eleitorais para trabalharem em favor de sua reeleição.

Em entrevista na manhã desta terça-feira (4), o chefe do legislativo lamentou mais essa atitude truculenta do prefeito e disse que Jonilton está se aperreando com ele e quer ser a única autoridade da cidade, substituindo o juiz, o promotor e o delegado.

"Esse prefeito está aperreado comigo e eu não estou nem um pouco preocupado com ele. Ora, ele está com raiva porque seu PL é inconstitucional e quer que vote a todo custo. Ele nunca me tratou como vereador tampouco como presidente da Câmara e sempre quis me atropelar. Agora vem querer pedir a minha prisão, achando que é a única autoridade na cidade, substituir o juiz, o promotor e o delegado. Mas não vamos recuar, pois ele não está fazendo nada que preste, ouvindo auxiliares incompetentes e eu escuto o povo", pontua.

Admilson disse ainda que o prefeito deveria cuidar de outros assuntos mais importantes, como lhe fornecer informações sobre as licitações referentes as compras de medicamentos e merenda escolar, que foi solicitado oficialmente desde o início do ano, mas que até o momento os documentos não foram repassados ao poder legislativo.

"Nós somos fiscais do povo e temos a obrigação de darmos uma posição á sociedade. Por exemplo, solicitei à Prefeitura que me enviasse cópias da documentação sobre as compras de remédios e merenda escolar desde janeiro, mas até agora a Câmara não foi atendida. São atitude como essa, ou seja, por defender os interesses da população, que faz com que o prefeito desgoste de mim. Se ele está nervoso, que tome chá de maracujá para ficar mais tranquilo", ironiza Admilson.




HELENO LIMA

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI