» » » Michel Temer deixa articulação política do Planalto

O vice-presidente Michel Temer deixou a articulação política do governo com o Congresso. A informação foi confirmada no início da tarde desta segunda-feira, pela GloboNews. Nesta manhã, o peemedebista esteve reunido com a presidente Dilma Rousseff e ministros, no Palácio do Planalto, para discutir o assunto.



De acordo com o comentarista político Gerson Camarotti, Temer deixa de operar o balcão do Palácio do Planalto com a negociação de cargos e emendas parlamentares com a base governista. No entanto, o vice teria assumido com Dilma o compromisso de continuar ajudando nas relações do governo com os demais poderes: Judiciário e Legislativo.


Temer estaria aborrecido com a falta de cumprimento de acordos e com a "articulação paralela" promovida no Planalto sem aviso prévio. Nos últimos dias, o vice-presidente havia feito um desabafo com aliados, dizendo que já havia cumprido seu papel à frente da interlocução política do governo.


Presidente do PMDB, o vice ficou contrariado com "olhares enviesados" de petistas, após dizer que o país precisava de alguém com capacidade de "reunificar a todos". O apelo para evitar a pauta bomba, que aumenta os gastos do governo, foi interpretado por alguns petistas de peso como uma tentativa de Temer de obter protagonismo num momento em que a presidente Dilma Rousseff enfrenta ameaças de impeachment.


Temer assumiu a função em abril deste ano, quando o então ministro das Relações Institucionais, Pepe Vargas, foi transferido para o comando da Secretaria de Direitos Humanos após se desgastar na função com integrantes do Legislativo.


Zero Hora

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI