» » » Pâmela Bório diz que é vítima de abuso de poder e ação difamamatória

A ex-primeira dama do Estado, jornalista Pâmela Bório, declarou, na noite desta segunda-feira (8), que é vítima de ação difamatória e abuso de autoridade de poder. Pâmela Bório foi conduzida de forma coercitiva, hoje, para ir até a Central de Polícia prestar esclarecimentos sobre o caso da babá do filho do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Ao deixar  Central de Polícia, Pâmela Bório narrou o momento que foi abordada  pelos policias.
“Eu estava chegando a escola quando os carro da policia interceptou o nosso veículo pedindo para eu vir até a delegacia prestar depoimento”, disse Pâmela Bório.
Após falar rapidamente com a imprensa, Pâmela Bório foi conduzida pelo seu advogado, Marcos Camelo,  até o carro e saiu  dirigindo o veículo.
Ainda nas primeiras horas da noite desta segunda-feira, Pâmela Bório utilizou a sua conta no Instagram para fazer esclarecimentos. Ela nega que tenha sido intimada duas vezes conforme informações do superintendente da 1ª região da Polícia Civil da Paraíba, Marcos Vilela.
“Não recebi nenhuma “segunda intimação”, apenas aquela que postei aqui há 4 dias. Por isso, tanto eu quanto meu advogado fomos surpreendidos por essa manobra, tendo em vista que o acordo do meu comparecimento na terça foi feito entre ele e o delegado Reinaldo da Nóbrega de Almeida – sim, o mesmo que foi até à minha residência com mais outros dois policiais algumas horas após o ocorrido com a babá, no feriado do dia 4 de junho”, diz trecho do texto escrito pela jornalista.
Roberto Targino – MaisPB

Postador Sebastião Barbosa

«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

receba nossas atualizações no seu Email

PESQUISE AQUI